sábado, 12 de maio de 2018

SpaceX lança seu novo foguete Falcon 9 Block 5

SpaceX lançou nesta sexta-feira seu novo foguete Falcon 9 Block 5. (Foto: Divulgação)
SpaceX lançou nesta sexta-feira seu novo foguete Falcon 9 Block 5. (Foto: Divulgação)
A empresa SpaceX lançou nesta sexta-feira seu novo foguete Falcon 9 Block 5. A nave partiu de Cabo Canaveral, na Flórida. O lançamento estava previsto para quinta-feira (10), mas acabou adiado menos de um minuto antes da hora marcada para a decolagem.
O foguete, que promete ser mais potente e fácil de reciclar que os outros modelos, realizou seu voo inaugural. Em sua primeira missão, o objetivo principal do foguete foi colocar em uma órbita alta um satélite de comunicação de Bangladesh chamado Bangabandhu Satellite-1.

Transporte de astronautas

Eventualmente, o foguete poderá trasladar astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS), a bordo da cápsula tripulada Dragon, ainda em desenvolvimento.
O primeiro lançamento tripulado está previsto para dezembro deste ano, com o qual também seria a primeira vez que um foguete envia astronautas ao Espaço a partir dos Estados Unidos após o país fechar seu programa espacial, em 2011.
O foguete foi construído para voar 10 vezes com um mínimo de reposição de peças, disse a repórteres o CEO da SpaceX, Elon Musk, segundo informações da AFP.
"Esperamos que não haja literalmente nenhuma ação (reconstrução) entre os voos, como acontece com os aviões", afirmou.
"Desde 2002, foram 16 anos de esforço extremo e muitas interações, e milhares de mudanças pequenas, mas importantes, para chegar até onde acreditamos que fosse possível", acrescentou Musk.
O foguete Block 5 é a mais recente atualização do modelo Falcon 9.
A companhia planeja se concentrar em uma nova geração de foguetes de carga pesada, chamados BFR.

Retorno à Terra

Depois do lançamento, o foguete pousou verticalmente na plataforma "Of Course I Still Love You" situada no oceano Atlântico.
A SpaceX pousou 11 de seus foguetes em terra e 13 em plataformas flutuantes no oceano, em seu esforço para baixar os custos dos voos espaciais e aumentar a reciclagem das partes de foguetes.










Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog