sábado, 30 de dezembro de 2017

EUA e Canadá se preparam para Ano Novo congelante

Irmãos brincam na neve em Des Moines, nos Estados Unidos, na sexta-feira (29)  (Foto: Brian Powers/The Des Moines Register via AP)
Irmãos brincam na neve em Des Moines, nos Estados Unidos, na sexta-feira (29) (Foto: Brian Powers/The Des Moines Register via AP)

A onda de frio que levou a nevascas e temperaturas recordes na América do Norte deve se estender até os primeiros dias de 2018, com a passagem de uma segunda massa de ar polar pelo Canadá e os Estados Unidos.

Na tradicional virada de Ano Novo em Nova York, são esperados 12 graus negativos, e a prefeitura já emitiu vários alertas a turistas e moradores para que usem roupas apropriadas ao saírem nas ruas.
Nos últimos dias, a maior parte do meio-oeste e do noroeste dos Estados Unidos viu a máxima nos termômetros não passar dos dez graus negativos. Em Nova York, espera-se que a temperatura supere a marca de zero grau apenas em 8 de janeiro. Nas Grandes Planícies e na parte mais ao norte do meio-oeste, os termômetros devem marcar 20 graus negativos durante a noite.
Onda de frio extremo atinge os EUA
Mesmo os canadenses, acostumados a lidar com temperaturas extremamente baixas, estão tendo que adaptar seus planos de fim de ano: autoridades emitiram alertas de condições extremas, incluindo para Ottawa, onde a festa de Ano Novo foi reduzida e um torneio de hóquei foi levado para local fechado.
Temperaturas baixas congelam as águas das Cataratas do Niágara, no Canadá
O governo canadense cancelou um show de Ano Novo ao ar livre no Parliament Hill, em Ottawa, que marcaria as celebrações de 150 anos do país. Os fogos de artifício à meia-noite foram mantidos, mas o governo fez um apelo para as pessoas se vestirem com roupas quentes.
Uma pessoa e cães passam pela floresta Lanoraie, no Quebec, no Canadá, na quinta-feira (28)  (Foto: Timothy A. Clary/ AFP )Uma pessoa e cães passam pela floresta Lanoraie, no Quebec, no Canadá, na quinta-feira (28)  (Foto: Timothy A. Clary/ AFP )
Uma pessoa e cães passam pela floresta Lanoraie, no Quebec, no Canadá, na quinta-feira (28) (Foto: Timothy A. Clary/ AFP )
O Canadá tem sofrido com temperaturas extremas desde antes do Natal, provocando uma série de alertas meteorológicos da Colúmbia Britânica, no oeste, a Quebec, no leste.
Em Ottawa, meteorologistas disseram em um alerta que ventos podem fazer as temperaturas chegarem perto de -35 graus durante a noite. Em algumas regiões, como no norte de Ontário, a temperatura chegou a 50 graus negativos no Natal.
Bombeiros ajudam a retirar neve em Erie, Pensilvânia, nos EUA. (Foto: REUTERS/Robert Frank)Bombeiros ajudam a retirar neve em Erie, Pensilvânia, nos EUA. (Foto: REUTERS/Robert Frank)
Bombeiros ajudam a retirar neve em Erie, Pensilvânia, nos EUA. (Foto: REUTERS/Robert Frank)

Fonte:G1 e Deutsche Welle

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

Arquivo do blog