terça-feira, 19 de dezembro de 2017

EUA culpam Coreia do Norte por ataque cibernético WannaCry

Tela bloqueada pelo vírius de resgate Wannacry. (Foto: Rômulo Ramos/Arquivo Pessoal)
Tela bloqueada pelo vírius de resgate Wannacry. (Foto: Rômulo Ramos/Arquivo Pessoal)

O governo dos Estados Unidos culpou a Coreia do Norte publicamente por lançar o ataque cibernético promovido pelo vírus WannaCry, que afetou hospitais, bancos e outras empresas de todo o mundo neste ano.

"O ataque foi abrangente e custou bilhões, e a Coreia do Norte é diretamente responsável", disse Tom Bossert, assessor de Segurança Nacional de Donald Trump, em um artigo publicado na noite desta segunda-feira (18) no jornal "Wall Street Journal".
"A Coreia do Norte vem se comportando especialmente mal, e em grande parte sem freios, há mais de uma década, e seu comportamento mal-intencionado está se tornando mais chocante", escreveu Bossert.
"O WannaCry foi indiscriminadamente irresponsável."
A Casa Branca deve levar a questão adiante nesta terça-feira com um comunicado mais formal culpando Pyongyang, de acordo com um funcionário de alto escalão do governo norte-americano.
O governo dos EUA verificou com "grau muito alto de confiança" que uma entidade de ataques cibernéticos conhecida como Grupo Lázaro, que trabalha em nome do governo norte-coreano, realizou o ataque WannaCry, segundo um funcionário, que falou sob condição de anonimato.
Muitos pesquisadores de segurança e autoridades dos EUA acreditam que o Grupo Lázaro foi o responsável pela invasão da Sony Pictures Entertainment em 2014. O ataque destruiu arquivos, vazou comunicações corporativas na internet e levou à saída de vários executivos de primeiro escalão do estúdio.
Não foi possível contatar representantes do governo norte-coreano de imediato para obter comentários. O país vem negando repetidamente a responsabilidade pelo "WannaCry", e classificou as alegações de ataques cibernéticos como uma campanha de difamação.
A condenação pública de Washington não inclui nenhum indiciamento nem aponta indivíduos específicos, informou o funcionário, acrescentando que a atribuição de culpa foi concebida para responsabilizar Pyongyang por suas ações e "erodir e minar sua capacidade de lançar ataques".
A acusação vem em um momento de preocupação crescente com a habilidade norte-coreana de realizar invasões digitais e com seu programa de armas nucleares.

Muitos pesquisadores de segurança, incluindo a empresa Symantec , além do governo britânico, já tinham concluído que a Coreia do Norte provavelmente estava por trás do "WannaCry", que se disseminou rapidamente pelo mundo em maio e infectou mais de 300 mil computadores em 150 países.

Fonte:Reuters E g1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página

Arquivo do blog