terça-feira, 12 de dezembro de 2017

A tribo da Indonésia forçada a se converter ao Islã para não morrer de fome

A tribo da Indonésia forçada a se converter ao Islã para não morrer de fome (Foto: Reprodução/BBC)
A tribo da Indonésia forçada a se converter ao Islã para não morrer de fome (Foto: Reprodução/BBC)

As florestas tropicais de Sumatra, na Indonésia, são o lar da tribo Orang Rimba, conhecida como o povo da selva.

Mas a área tem sido desmatada para dar lugar à monocultura de palmeira, da qual se extrai um óleo importante para a economia da Indonésia.
"Antes era fácil achar animais, mas agora está difícil porque a floresta vem sendo destruída", diz Sigungang, um dos integrantes da tribo.
"Qualquer coisa que conseguimos achar, comemos. Se não, somos forçados a sobreviver comendo o fruto da palmeira. Mas ela faz sua cabeça girar e quase mata as crianças", acrescenta.
A população do país, de maioria muçulmana, não reconhece a fé ou os direitos à terra da tribo.
A Indonésia apenas reconhece como religiões o Islã, o Protestantismo, o Catolicismo, o Hinduísmo, o Budismo e o Confucionismo.
Com suas florestas sagradas sob risco, os Orang Rimba têm diante de si uma escolha difícil.
Converterem-se a uma das seis fés oficiais do país ou morrerem de fome.
"Foi uma decisão muito dolorosa, mas sentimos que não tínhamos escolha se quiséssemos sobreviver. Assim, nossas crianças teriam o mesmo tratamento do que as de fora", diz Muhammad Yusuf, um integrante da tribo convertido.
"Não tínhamos escolha. Fomos forçados a abraçar o Islã", acrescenta.
As ações dos grupos muçulmanos de conversão têm se concentrado na doutrinação de crianças, tidas como mais suscetíveis aos ensinamentos. Há pessoas encarregadas de ser vigilantes da fé, que ficam nas aldeias para garantir que os procedimentos religiosos sejam cumpridos corretamente.

Fonte:G1 e BBC Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog