domingo, 31 de julho de 2016

Speed Racer-Episódio 1-O Grande Projeto-Parte 1(Dublado)

Speed Racer, conhecido como Mach Go Go Go (マッハGoGoGo, Mahha Gō Gō Gō?) no Japão, é uma série de mangá e anime dos anos 1960, criado por Tatsuo Yoshida sobre corridas de automóveis. Speed Racer (nome dado na adaptação norte-mericana do anime, que nunca diz o nome original Go Mifune), um jovem e audaz piloto de corrida de 18 anos, dirige o carro Mach 5, criado por seu pai (Pops Racer) e vive diversas aventuras dentro e fora das corridas.

O sobrenome Mifune é uma homenagem ao ator japonês Toshiro Mifune, protagonista do filme Os Sete Samurais,que interpretou o piloto Izo Yamura no filme Grand Prix (1966)..

O desenho é muito conhecido pela sua canção tema e pela ótima trilha sonora, que tocava ao fundo e tornava ainda mais emocionantes as corridas em que o piloto Speed participava, sempre repletas de acidentes espetaculares e "golpes sujos" dos participantes, tais como seus mais célebres rivais, a "Equipe Acrobática" e o "Carro Mamute". As corridas eram em locais inusitados, como selvas, desertos e até uma realizada dentro de um vulcão.

A série chegou aos Estados Unidos ainda em 1967 com o nome de Speed Racer pela empresa Trans-Lux, na década de 1990, os direitos no Ocidente foram administrados pela Speed Racer Enterprises,os direitos expiraram em 2011, o que acabou gerando um processo pela Tatsunoko, em outubro de 2014, a Speed Racer Enterprises foi condenada a pagar uma indenização de 1 milhão de doláres.


O filme Speed Racer - Filme foi lançado em 9 de Maio de 2008 um filme em Live-action (com atores reais), baseados na história original. Ele é dirigido pelos "irmãs Wachowski".

Nome do anime:Mach Go Go Go
Nome Brasileiro:Speed Racer
Gênero:Ação, Corrida, Shonen
Escrito por :Tatsuo Yoshida
Editora:Shueisha, Sun Wide Comics, Fusosha
Direção:Hiroshi Sasagawa

Estúdio:Tatsunoko Productions
País:Japão
Canais:Fuji Tv (Japão)/TV Tupi,Rede Globo,MTV Brasil,Rede Record,Cartoon Network e RBTV(Brasil)

Ato contra Dilma reúne manifestantes na orla de João Pessoa

Manifesto aconteceu no Busto de Tamandaré, na orla de Joao Pessoa (Foto: Juliana Brito)Manifesto aconteceu no Busto de Tamandaré, na orla de Joao Pessoa (Foto: Juliana Brito)
Manifestantes do movimento Direita Paraibana se reuniram neste domingo (31) no Busto de Tamandaré, em João Pessoa, em apoio à Operação Lava Jato, à Polícia Federal e à Escola Sem Partido. O ato público também defende o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff e a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para fins de investigação da União Nacional dos Estudantes (UNE).
Segundo os organizadores, a mobilização contou com a participação de 150 pessoas. Já a Polícia Militar estima que 100 pessoas participaram do ato. Uma das organizadoras do Movimento Direita Paraibana, responsável para manifestação deste domingo, é a gestora de Relações Humanas, Michele Assis. Segundo ela, todas as manifestações a favor do Impeachment em João Pessoa são organizadas por uma aliança de movimentos locais, seguindo um calendário nacional.
"Devido ao adiamento da votação para o afastamento definitivo de Dilma, alguns movimentos desistiram do dia 31, para focar em uma data mais próxima da votação. Decidimos continuar com o dia 31, fazendo um ato menor", afirmou Michele. Durante o ato, os manifestantes cantaram o hino nacional e cobriram o letreiro “Eu amo Jampa” com uma bandeira nas cores verde e amarelo.
Fonte:G1

Eiichiro Oda diz que final de One Piece será emocionante

Por Nielsen Souza

Divulgação. © Eiichiro Oda / Shueisha
Divulgação. © Eiichiro Oda / Shueisha
Nos últimos dias, Eiichiro Oda parece não conseguir escapar das perguntas relacionadas sobre o futuro de One Piece. Durante uma entrevista para promover o lançamento nos cinemas deOne Piece Film Gold neste último fim de semana,, um apresentador da TV japonesa (Daijiro Enami), questionou o autor se o final do mangá já havia sido planejado, e Oda confirmou que sim, e o definiu como “emocionante”.
Alguns dias atrás, Oda declarou em outra entrevista que já havia finalizado cerca de 65% da história de One Piece.
Paralelo a isso, o mangaká deve estar mais do que satisfeito com o desempenho de One Piece Film Gold, que já é um grande sucesso de bilheteria.

Fonte:ANMTV

Cerca de 230 pessoas protestam contra Dilma e Temer, em São Luís

Manifestantem contra Dilma na Avenida Litorânea (Foto: Alex Barbosa/ TV Mirante)Manifestantem contra Dilma na Avenida Litorânea (Foto: Alex Barbosa/ TV Mirante)
Cerca de 200 pessoas, segundo os organizadores, participam de um protesto em apoio ao Impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff na manhã deste domingo (31), em São Luís. O ato foi organizado pelos grupos “Eu te Amo, Meu Brasil” e “Vem pra Rua”.

O protesto começou por volta das 9h30, na Avenida Litorânea. Com faixas e carro de som, os manifestantes gritaram palavras de ordem e enfatizaram o combate à corrupção.
Manifestantem contra Temer também foram à Avenida Litorânea (Foto: Alex Barbosa/ TV Mirante)Manifestantem contra Temer também foram à
Avenida Litorânea (Foto: Alex Barbosa/ TV Mirante)
No trajeto houve um princípio de tumulto com outro grupo de cerca de 30 pessoas que é favorável à presidente afastada e contra o Presidente interino, Michel Temer. O grupo segurava cartazes com os dizeres “Fora Temer”.

Os dois grupos se agrediram verbalmente. Os contrários a Dilma xingaram os outros manifestantes de corruptos e estes revidaram chamando-os de golpistas.
Os protestos contra Dilma e Temer acontecem no Distrito Federal e em outros nove estados brasileiros.

A previsão do Supremo Tribunal Federal (STF) é que o julgamento do Impeachment de Dilma Rousseff comece no dia 29 de agosto, mas a decisão ainda depende do presidente da Suprema Corte, Ricardo Lewandowski.  A estimativa é que o julgamento dure uma semana.
Fonte:G1

Crossover entre Henry Danger e The Thundermans na Nickelodeon em Agosto

Por Caio Lage

Henry Danger e The Thundermans
Divulgação. © Nickelodeon
Em agosto, o destaque da Nickelodeon vai para o crossover entre Henry Danger e The Thundermans. O especial de uma hora de duração vai ao ar no dia 25, às 20h.
O canal ainda apresenta novos episódios de Os Under-Undergrounds, Nicky, Ricky, Dicky, & Dawn, Henry Danger, The Thundermans, Harvey Beaks, Sanjay & Craig, Bella & The Bulldogs e Yo Soy Franky.

Fonte:ANMTV

Protesto em Fortaleza pede saída de Temer e eleição direta

Concentração do protesto em Fortaleza contra o governo Michel Temer neste domingo (31) (Foto: Carolina Campos/Arquivo Pessoal)Concentração do protesto em Fortaleza contra o governo Michel Temer neste domingo (31) (Foto: Carolina Campos/Arquivo Pessoal)
Manifestantes se concentram na Praça do Cristo Redentor, nas imediações do Centro Cultural Dragão do Mar, no Bairro Praia de Iracema, em Fortaleza, para protesto contra o governo interino de Michel Temer.
A estimativa da organização é de cerca de 4 mil pessoas presentes. A Polícia Militar informou que não vai realizar levantamento de número de participantes.
Representantes de frentes dos movimentos sociais participam do evento, como juventude, Médicos pela Democracia, Mulheres com Dilma, além de pardidos políticos de esquerda. Parte dos manifestantes veste roupas vermelhas e empunham faixas com dizeres como "Fora temer", "Eleições diretas"  e "Pela Democracia".
Os manifestantes devem fazer uam caminhada em direção à Avenida Beira-Mar, até o Aterro da Praia de Iracema.
Para o engenheiro Jair Rocha, participante do ato, a solução para enfrentar a crise política no país são novas eleições. "Está claro que a maior parte do país não reconhece a legitimidade do governo Temer. Só a legitimidade de uma nova eleição, de uma pessoa eleita pelo povo traria estabilidade", defende.
  •  
Manifestantes realizam protesto contra Temer na praça Cristo Redentor (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)Manifestantes realizam protesto contra Temer na praça Cristo Redentor (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
Milhares de manifestantes protestam contra o governo interino, Michel Temer (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)Milhares de manifestantes protestam contra o governo interino, Michel Temer (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
Fonte:G1

Ato em Fortaleza pede impeachment de Dilma e apoia a Lava Jato

Manifestantes pedem a saíde de Dilma Rousseff em protesto na Praia de Iramcema, em Fortaleza (Foto: Alessandro Torres/TV Verdes Mares)Manifestantes pedem a saíde de Dilma Rousseff em protesto na Praia de Iramcema, em Fortaleza (Foto: Alessandro Torres/TV Verdes Mares)

Manifestantes voltaram a realizar protesto em Fortaleza pelo impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. O ato se concentra na Praia de Iracema e pede a conclusão do processo da saída de Dilma, afastada desde maio.
O grupo também declara apoio à Lava Jato e ao juiz Sérgio Moro, responsável pela operação em Curitiba. De acordo com os organizadores, cerca de duas mil pessoas participam da manifestação, iniciada às 17h deste domingo (31). A Polícia Militar afirmou que não iria divulgar estimativa de público presente.
Os manifestantes usam roupas verdes e amarelas, exibem afixas e cartazes contra Lula, Dilma Rousseff e o Partido de Trabalhadores, além de mensagens parabenizando a atuação de Sérgio Moro. Também foi colocado um boneco inflável do juiz.
Para o empresário Sérgio Raimundo Miranda, a conclusão do processo de impeachment é "fundamental" para o combate à corrupção no país. "Nós tivemos 13 anos de corrupção em um nível nunca antes visto, um governo que culminou numa crise que desempregou mais de 12 milhões de brasileiros", reclama.
Segundo organizadores, cerca de duas mil pessoas participam de ato contra Dilma Rousseff em Fortaleza (Foto: Alessandro Torres/TV Verdes Mares)Segundo organizadores, cerca de duas mil pessoas participam de ato contra Dilma Rousseff em Fortaleza (Foto: Alessandro Torres/TV Verdes Mares)
Fonte:G1

Manifestantes se reúnem na Barra, em Salvador, em ato contra Dilma

Manifestantes se reúnem no Farol da Barra, em Salvador (Foto: Juliana Almirante/G1)Manifestantes se reúnem no Farol da Barra, em Salvador (Foto: Juliana Almirante/G1)
Manifestantes se reuniram em frente ao Farol da Barra, em Salvador, na manhã deste domingo (31), em mobilização a favor do afastamento definitivo de Dilma Rousseff da Presidência da República, em apoio a Lava Lato e ao juiz Sérgio Moro. Segundo os organizadores, havia 1.500 pessoas no local. A Polícia Militar calculou 400 manifestantes. A mobilização durou cerca de duas horas. Segundo o líder do Vem Pra Rua, César Leite, o ato contou com apoio dos movimentos Nas Ruas, da militância anti-PT e da Ordem dos Médicos no Brasil.
Letreiro turístico é coberto com faixa durante protesto (Foto: Juliana Almirante/G1)Letreiro turístico é coberto com faixa durante
protesto (Foto: Juliana Almirante/G1)
Os participantes usam bandeiras do Brasil, roupas e faixas com as cores verde e amarelo, além de máscaras do juiz Moro. Em um carro de som estacionado em frente ao Farol, lideranças do movimento cantaram com a multidão o Hino Nacional.
Durante a mobilização, agentes da Guarda Municipal de Salvador retiraram uma faixa onde estava escrito "Intervenção Militar" do letreiro turístico que fica em frente ao Farol da Barra. O letreiro colorido tem o nome da cidade e foi coberto com a faixa de protesto. Durante a ação da Guarda, houve uma discussão com o responsável pelo ato.
Manifestantes no Farol da Barra, em Salvador (Foto: Juliana Almirante/G1)Manifestantes no Farol da Barra, em Salvador
(Foto: Juliana Almirante/G1)
"A gente foi argumentar para saber se tinha alguma determinação legal para a retirada da faixa, mas não falaram que lei é essa", afirmou Adjalbas Pereira, que se apresentou com responsável. O agente da Guarda Municipal Francisco Dalforno informou que não é permitido colocar uma faixa em um bem público.
Após a retirada do material, que tinha sido colocado sobre a estrutura do letreiro, os manifestantes ficaram em frente ao equipamento turístico segurando a mensagem "Intervenção Militar".
Carreata em Ilhéus, região sul da Bahia (Foto: Reprodução/TV Santa Cruz)Carreata em Ilhéus, região sul da Bahia
(Foto: Reprodução/TV Santa Cruz)
Sul da Bahia
Em Ilhéus, na região sul da Bahia, foi realizada uma carreata na manhã deste domingo, em apoio à Operação Lava Jato, pelo afastamento definitivo de Dilma Rousseff e contra a corrupção.
Segundo a Polícia Militar, havia 25 veículos na carreata. Já os organizadores apontaram a presença de 42 veículos na mobilização, que percorreu vários bairros de Ilhéus após concentração em frente à catedral da cidade.
Tarde
Um grupo de manifestantes, que se concentrou por volta das 15h na praça do Campo Grande, centro de Salvador, caminhou até o bairro da Barra, entre a tarde e a noite deste domingo, durante ato contra o presidente em exercício Michel Temer. Segundo os organizadores, a estimativa é de que 12 mil pessoas tenham participado da mobilização. Já a PM calculou a presença de duas mil pessoas. A mobilização foi encerrada às 19h40, no Farol da Barra.
Fonte:G1

Grupo caminha do Campo Grande até a Barra em ato contra Temer

Manifestantes exibem mensagem "Fora Temer" durante caminhada em Salvador (Foto: Alan Alves/G1)Manifestantes exibem mensagem "Fora Temer" durante caminhada em Salvador (Foto: Alan Alves/G1)
Um grupo de manifestantes, que se concentrou por volta das 15h na praça do Campo Grande, centro de Salvador, caminhou até o bairro da Barra, entre a tarde e a noite deste domingo (31), durante ato contra o presidente em exercício Michel Temer. Segundo os organizadores, a estimativa é de que 12 mil pessoas tenham participado da mobilização. Já a PM calculou a presença de duas mil pessoas. A mobilização foi encerrada às 19h40, no Farol da Barra.
Protesto Fora Temer chega à orla da Barra, em Salvador (Foto: German Maldonado/TV Bahia)Protesto Fora Temer chega à orla da Barra,
em Salvador (Foto: German Maldonado/TV Bahia)
A manifestação foi organizada pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Os participantes usaram bandeiras, cartazes e faixas de protesto.
Após a concentração em frente ao Teatro Castro Alves, eles caminharam pelo Corredor da Vitória e Ladeira da Barra até chegar ao Farol da Barra. Crianças, adultos e idosos participaram.
Segundo Aurino Pedreira, presidente da CTB na Bahia, o ato quis chamar a atenção para o resgate da democracia. "Estamos aqui protestando contra esse governo golpista que adota ações que prejudicam o povo. Protestamos contra o fim da CLT, contra a reforma da presidência, contra a redução de benefícios sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida, contra as privatizações, além da redução de investimento em educação e saúde", afirmou.
Manifestação "Fora Temer" no Campo Grande, centro de Salvador (Foto: Alan Alves/G1)Manifestação "Fora Temer" no Campo Grande,
centro de Salvador (Foto: Alan Alves/G1)
O protesto contou com dois carros de som, um deles com uma banda que animou o público com letras contra Temer e a favor da volta de Dilma à Presidência da República. Além da Central dos Trabalhadores (CTB), o ato contou com membros de várias centrais sindicais.
Durante a passagem pelo Corredor da Vitória, os manifestantes ironizaram e pediram paras os moradores do local nobre de Salvador baterem panelas.
Manhã
Manifestantes se reuniram em frente ao Farol da Barra, em Salvador, na manhã deste domingo, em mobilização a favor do afastamento definitivo de Dilma Rousseff da Presidência da República, em apoio a Lava Lato e ao juiz Sérgio Moro. Segundo os organizadores, havia 1.500 pessoas no local. A Polícia Militar calculou 400 manifestantes. A mobilização durou cerca de duas horas. Segundo o líder do Vem Pra Rua, César Leite, o ato contou com apoio dos movimentos Nas Ruas, da militância anti-PT e da Ordem dos Médicos no Brasil.

Fonte:G1

Beat Bugs: Netflix lança série infantil inspirada nos Beatles

No dia 3 de Agosto a Netflix lançará os 13 episódios da primeira temporada do desenho animado "Beat Bugs", série criada por Josh Wakely. A animação infantil contará com mais de 50 canções eternizadas pelos Beatles e interpretadas por grandes artistas da atualidade.

A série acompanha as aventuras dos amigos Jay, Kumi, Crick, Buzz e Walter no imenso jardim onde vivem, que pare eles é todo seu universo.

A animação incorpora mais de 50 canções do catálogo Lennon/McCartney da Northern Songs interpretadas por grandes artistas como P!nk, James Corden, Robbie Williams, Eddie Vedder, Frances, The Shins, The Lumineers e Sia.


 

Fonte:info Animation

Os Simpsons-Episódio 6 Temporada 1-A Lisa Tristonha(dublado)


Nome Original:the simpsons
Nome Brasileiro:Os Simpsons
Criador:Matt Groening
Formato:Série de desenho animado
Gênero:Animação/Comédia de situação/Sátira
Duração:21–24 minutos
País:EUA
Canais:FOX(EUA e Brasil)/Rede Globo , SBT e Rede Bandeirantes(Brasil)

Enredo:

Lisa acorda numa manhã e começa a pensar: "Faria diferença se eu não tivesse nascido?", e isso faz ela ficar deprimida. Sua família não a entende e ela fica se sentindo cada vez mais triste. Uma noite quando esta sozinha no seu quarto tocando o seu saxofone ela houve uma linda música pela cidade e corre atrás dela para descobrir que esta tocando. Quando ela chega em uma ponte de onde vem a música ela descobre que quem esta tocando é Murphy Gengivas Sangrentas. Ela começa a tocar com ele e contar seus problemas e ele a entende. De repente Marge chega e a leva para casa e a obriga a fingir que esta feliz, como sua mãe fez com ela, de repente ela se dá conta que isso não é o melhor para ela. Enquanto isso Homer descobre que Bart pode ganhar dele no videogame. 



Ato na orla de Maceió cobra celeridade no processo impeachment de Dilma

Personagem 'Morena Petróleo' foi contrada pela organização para interagir com manifestantes (Foto: Suely Melo/G1)Personagem 'Morena Petróleo' foi contrada pela organização para interagir com manifestantes (Foto: Suely Melo/G1)
Uma mobilização contra a presidente afastada Dilma Rousseff (PT), e contra a corrupção no país, foi realizada na manhã deste domingo (31) em frente ao Corredor Vera Arruda, na orla de Maceió. O ato estava previsto para as 9h, mas devido a um problema técnico, teve um atraso de 35 minutos. A manifestação acabou próximo às 13h.
De acordo com a organização do Movimento Brasil, que está à frente da mobilização, cerca de 1,2 mil pessoas compareceram ao evento. Para a Polícia Militar, que também acompanhou o ato, o número registrado foi de aproximadamente 1 mil manifestantes.
Um dos organizadores, Marcelo Tavares explicou que a mobilização faz parte de uma programação nacional, e pede celeridade no processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, além do fim do foro privilegiado, diminuição de impostos e a presença de um estado mínimo. “Assim como vários movimentos em todo o Brasil, nós decidimos fazer esse ato hoje", explicou.
A aposentada Graça Jucá, de 61 anos, participou da mobilização para pedir um país com menos corrupção. "Estou aqui protestando por uma razão muito justa, ladrão tem que ser preso. Trabalhei 35 anos e hoje recebo uma aposentadoria miserável, enquanto os outros enriquecem nas minhas costas. Quero que ela [Dilma] saia de uma vez por todas".
O comerciante Pedro Fernandes foi fantasiado de "Lula preso" para o protesto (Foto: Suely Melo/G1)O comerciante Pedro Fernandes foi fantasiado de
'Lula preso' (Foto: Suely Melo/G1)
Alguns personagens icônicos se destacaram durante o ato realizado na capital alagoana. Entre eles estão o “Lula Preso” e a “Morena Petróleo”, esta última foi contratada pela organização para interagir com os manifestantes.
O comerciante Pedro Fernandes, 40, foi fantasiado de “Lula Preso". Ele explicou que procurou a irreverência para protestar e pedir a prisão do ex-presidente da república. “Estou aqui manifestando contra corrupção, essas duas bolas de ferro no pé é pro lula não fugir", diz.
Também teve turista que aproveitou a manhã para participar da ação. É o caso do advogado Pablo Ideker, de 38 anos. Natural de Santa Catarina, ele está de férias com a família, em Maceió e aproveitou a oportunidade para “exercer um espírito de cidadania e lutar por um Brasil Melhor”, comenta.
Manifestantes se reuniram na praia de Jatiúca, em Maceió (Foto: Suely Melo/G1)Manifestantes se reuniram na praia de Jatiúca, em Maceió (Foto: Suely Melo/G1)
Fonte:G1

Movimentos sociais realizam ato contra Temer em praça de Maceió

Manifestantes mostram cartazes contra o governo do presidente Temer (Foto: Jonathan Lins/G1)Manifestantes mostram cartazes contra o governo do presidente Temer (Foto: Jonathan Lins/G1)
Movimentos sociais realizam, neste domingo (31), uma mobilização contra o governo do presidente em exercício Michel Temer (PMDB), na Praça Marcílio Dias, localizada no Jaraguá, em Maceió.
Na manhã de hoje, outra mobilização pediu celeridade no processo de impeachment de Dilma Rousseff na Jatiúca, orla de Maceió.
O ato foi encabeçado pelos coletivos “Cultura contra o golpe em Alagoas” e Mulheres pela Democracia”, que informaram que diversas atividades culturais serão realizadas durante o evento, como performances culturais e oficina de cartazes.
A mobilização ocorre no mesmo dia e local do projeto “Ocupe a Praça”, que realiza oficinas de formação, shows e apresentações artísticas. Segundo a organização do projeto, ele não possui ligação com o ato contra Temer.
Faixa escrita 'Temer Golpista' foi hasteada por manifestantes em Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)Faixa escrita 'Temer Golpista' foi hasteada por
manifestantes em Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)
Uma das organizadoras da manifestação, Keka Rabelo, militante do Coletivo contra o golpe em Alagoas, falou das atrações previstas.
"Estamos estimando que participem do ato cerca de 500 pessoas. Aqui temos performances culturais, oficina de cartazes e brechó para arrecadar fundos para o movimento. Como tem acontecido em todo o país, nós construímos e ocupamos eventos culturais, e hoje nosso manifesto acontece junto com o evento Ocupe a Praça", disse.
Vilma Damasceno, representante do Comitê Mulheres pela Democracia, falou sobre a importância da ida das pessoas ao ato. Ela afirma que a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) foi vítima de um golpe político.
" A nossa luta é pelo retorno da presidente Dilma Rousseff, que foi eleita legitimamente pelo voto popular com mais de 54 mil votos. Estamos aqui pra reivindicar direitos e fortalecer a democracia, pois temos plena consciência que houve um golpe. Além disso, é bastante importante a vinda das pessoas pela consciência e também para aproveitar os serviços que estamos oferecendo, como o teste rápido de HIV", conta Vilma.
Manifestante ecreve 'Fora Temer" durante oficina de cartazes (Foto: Jonathan Lins/G1)Manifestante ecreve 'Fora Temer' durante oficina de cartazes (Foto: Jonathan Lins/G1)
Fonte:G1

Com o sucesso de “A Garota da Moto”, SBT pode produzir novas séries

Com o sucesso de "A Garota da Moto", SBT pode produzir novas séries
“A Garota da Moto” tem audiência expressiva no SBT
Os excelentes resultados de “A Garota da Moto”, série que tem registrado ótima audiência diariamente, estão animando a direção do SBT.
Segundo a coluna do jornalista Flávio Ricco, a emissora de Silvio Santos já avalia a possibilidade de investir em novas produções, visando manter o público conquistado.
Aliás, o SBT e Mixer estão em vias de anunciar a segunda temporada de “A Garota da Moto”, também em razão dos números registrados. Além disso, a rede da Anhanguera cogita reprisar os episódios da primeira leva.
Antes de “A Garota da Moto”, a emissora fez “Patrulha Salvadora”, seriado infanto-juvenil derivado do remake de “Carrossel”. A atração atraiu bons resultados ao longo de suas quatro temporadas. Depois, o elenco da novelinha migrou para o cinema e dois longas-metragens já foram produzidos.

Fonte:RD1

Duas cidades de MS fazem protesto a favor do impeachment de Dilma

Engenheiro mecânico disse que fantasia foi inspirado no japonês da Federal (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)Engenheiro mecânico disse que fantasia foi inspirada no japonês da Federal (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)
Em Mato Grosso do Sul, duas cidades tiveram manifestação a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Além de Campo Grande, Três Lagoas que fica na região leste do estado, reuniu dezenas de pessoas para pedir a saída da petista.
Na capital sul-mato-grossense, o ponto de encontro foi o Obelisco, na avenida Afonso Pena. Durante a concentração, houve a simulação da prisão do Pixuleco – o boneco inflável do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva – e da presidente Dilma Rousseff por uma policial federal e pelo Batman.
Ponto de encontro do protesto em Campo Grande foi o Obelisco (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)Ponto de encontro do protesto em Campo Grande foi o Obelisco (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)
O policial da PF é o engenheiro agrônomo de 35 anos, Manoel Rodrigues, que disse ter se inspirado no “japonês da Federal”. "Fizemos uma cena emblemática. Uma cena que todo mundo quer ver. Primeiro prende os maiores, depois os menores", disse Rodrigues.
Os manifestantes também pedem a prisão de Lula e da Dilma, a extinção dos partidos corruptos e a cassação do mandato da presidente afastada. A organização estima dois mil participantes, já a Polícia Militar cerca de 500 pessoas.
Depois de uma hora e meia de concetração, cantar o hino nacional, os manifestantes começam a passeata em direção à sede do Ministério Público Federal (MPF). Os manifestantes foram puxados pelo Pixuleco e presidente Dilma.
Manifestantes começa a passeata na avenida Afonso Pena em direção ao MPF (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)Manifestantes começa a passeata na avenida Afonso Pena em direção ao MPF (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)
No trio elétrico, a organização também pedia a destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) nomeados por Lula e Dilma. "Levandowiski estou de olho em voce", gritam os manifestantes.
Aposentada diz que não falta a nenhum protesto em Campo Grande (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)Aposentada diz que não falta a nenhum protesto
em Campo Grande (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)

A aposentada Thereza Ferreira Corrêa, de 85 anos, virou atração durante a caminhada. Sentada em uma cadeira no canteiro central da avenida ela disse que foi para "salvar o Brasil".
"Quero o bem do meu pais", diz a idosa que é mãe, avó e bisavó e não falta a nenhum protesto na capital sul-mato-grossense.
Ainda marcaram presença pessoas que são contra o comunismo no país e aqueles que querem a intervenção militar. Por fim, os manifestantes encerraram depois de três horas com hino nacional e uma festa de balões verde e amarelo no céu.
Protesto em Campo Grande foi encerrado com balões verde e amarelo no céu (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)Protesto em Campo Grande foi encerrado com balões verde e amarelo no céu (Foto: Ronie Cruz/G1 MS)
O ato foi organizado por seis movimento: Nas Ruas, Fora Corruptos, Chega de Impostos, Pátria Livre, Democrático Pró-Impeachment, Avante Brasil.
Em Três Lagoas, os manifestantes começaram a caminha na Lagoa Maior, um dos cartões postais da cidade, e vão até a praça Senador Ramez Tebet. O protesto durou cerca de duas horas. Organização e PM informaram que 300 pessoas participaram do protesto. Os manifestantes pedem contra a corrupção, a favor da operação Lava Jato e das 10 medidas contra a corrupção.

Fonte:G1

Antes mesmo da estreia, “Rock Story” e “Pega Ladrão” são ampliadas

Antes mesmo da estreia, "Rock Story" e "Pega Ladrão" são ampliadas
Nicolas Prattes é um dos destaques de “Rock Story”
Globo bateu o martelo e decidiu, bem antes da estreia, que suas próximas novelas das 19h, “Rock Story” e “Pega Ladrão”, terão 30 capítulos a mais do que foi pensado inicialmente.
Segundo a jornalista Patrícia Kogut, a atitude foi tomada para evitar que as obras sejam lançadas no horário de verão, período considerado difícil por conta da fuga dos telespectadores.
Apesar disso, a emissora carioca não conseguiu evitar que “Rock Story” entre no ar em novembro, quando o número de televisores ligados já começa a cair consideravelmente.
A Globo até cogitou ampliar a duração de “Haja Coração” em função dos excelentes resultados de audiência conquistados nas primeiras semanas. Porém, os compromissos do elenco para o final do ano fizeram com que os executivos do canal mudassem de ideia.

Fonte:RD1

Manifestantes fazem protesto em MT a favor do impeachment de Dilma

André Souza e Denise Soares

Manifestantes fazem protesto em Cuiabá a favor do impeachment de Dilma (Foto: André Souza/G1)Manifestantes fazem protesto em Cuiabá a favor do impeachment de Dilma (Foto: André Souza/G1)
Um grupo de manifestantes faz um protesto na tarde deste domingo (31) no Centro de Cuiabá contra a presidente afastada Dilma Rousseff (PT), em defesa da Operação Lava Jato, em apoio ao juiz Sérgio Moro e também em apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ). São 300 participantes, segundo os organizadores. A Polícia Militar estima 200 pessoas.
Concentração dos manifestantes na Praça Alencastro, em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)Concentração dos manifestantes na Praça Alencastro, em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)
A concentração foi convocada pelo Grupo Gigantes pelo Brasil e segue de forma pacífica. Os manifestantes usam camisetas verde e amarelo e carregam bandeiras do Brasil. Um dos organizadores, o delegado aposentado José Luiz Vieira, de 59 anos, diz que o movimento defende três pontos básicos: o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff, a criação de 10 normas contra a corrupção e o apoio total à Operação Lava Jato, da Polícia Federal.
Manifestantes mostram cartazes durante protesto em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)Manifestantes mostram cartazes durante protesto em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)
O autônomo Márcio Alexandre Melo, de 38 anos, declara apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro e levou um cartaz. Para ele, 'é preciso tirar o movimento de esquerda do país, porque só assim o Brasil vai pra frente'.
Os manifestantes seguem o protesto passando pela Avenida Getúlio Vargas, com um trio elétrico, até a Praça 8 de abril, em Cuiabá. "Nossa bandeira jamais será vermelha. Vamos atropelar a petralhada", disseram através do som do trio elétrico. Os participantes cantaram o hino nacional e são acompanhados por policiais militares que fazem a segurança da manifestação.
Manifestantes colocaram boneco inflável do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)Manifestantes colocaram boneco inflável do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)
O grupo que protestava na Praça Alencastro, no Centro de Cuiabá, se juntou a outro grupo na Praça 8 de Abril. A mobilização tem bonecos 'Pixuleco' do ex-presidente Lula, da presidente afastada Dilma e um boneco inflável do juiz federal Sérgio Moro vestido de Superman.
Escritora Gisele Souza, de 35 anos, vestida de presidente Dilma Rousseff (PT), participa de protesto em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)Escritora Gisele Souza, de 35 anos, vestida de presidente Dilma Rousseff (PT), participa de protesto em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)
'Dilmandioca'
A escritora Gisele Souza, de 35 anos, resolveu protestar vestida de presidente Dilma Rousseff (PT) durante a manifestação deste domingo (31) na Praça Alencastro, no Centro de Cuiabá. Usando roupas vermelhas, um colar de pérolas, dentes falsos e uma peruca vermelha, a manifestante declara que é a favor do impeachment definitivo da presidente afastada.
Escritora Gisele Souza, de 35 anos, resolveu protestar vestida de presidente Dilma Rousseff (PT), durante manifestação neste domingo em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)Escritora Gisele Souza, de 35 anos, resolveu protestar vestida de presidente Dilma Rousseff (PT), durante manifestação neste domingo em Cuiabá (Foto: André Souza/G1)

Segundo ela, é a segunda vez que participa de protesto com a fantasia da presidente. A peruca custou R$ 5 e o dente falso é feito de cartão. "Bem mais barata que a Dilma de verdade", criticou a escritora ao portal G1. A manifestante disse que o apelido usado por ela durante o protesto é 'Dilmandioca'.
Fonte:G1

Pokémon Liga Índigo-Episódio 6-Clefairy e a Pedra da Lua(dublado)


Nome Original:Pokémon Indigo League
Nome Brasileiro:Pokémon: Liga Índigo
País:Japão
Canais;TV tokyo(Japão)/Cartoon Network,Boomerang,Tooncast,Rede Record e Redetv!(Brasil)

Sinopse:

A turma conhece o cientista Seymor, o qual conta a eles sobre a Pedra da Lua - mineral guardado pelos Clefairies que faz estes Pokémons evoluírem. Só que a Equipe Rocket também sabe sobre a tal pedra, e pretende roubá-la para seu uso. Mas as Clefairies unidas os impedem, e algumas delas até evoluem para Clefables. Seymor conta seu sonho: um dia ir para o espaço para conhecer a história dos Pokémons, pois acredita-se que eles vieram do espaço.



Manifestantes fazem protestos contra Temer e Dilma, em Goiás

Vitor Santana, Paula Resende e Sílvio Túlio

Manifestantes fazem ato contra Temer, pela manhã, e contra Dilma, a tarde, em Goiânia (Foto: Vitor Santana/G1 e Sílvio Túlio/G1)Grupos fazem ato contra Temer, pela manhã, e contra Dilma, a tarde (Foto: Vitor Santana/G1 e Sílvio Túlio/G1)

Manifestantes protestaram contra o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), na manhã deste domingo (31), em Goiânia e, durante a tarde um grupo se reuniu em uma caminhada em defesa do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, também na capital. Em Rio Verde, na região sudoeste de Goiás, um grupo promoveu um ato contra a corrupção. Nas duas cidades os atos foram pacíficos.
Por volta das 15h30, manifestantes saíram da Praça Tamandaré, no Setor Oeste, em direção à sede da Polícia Federal, no Setor Bela Vista. Eles gritavam palavras de ordem contra a presidente afastada e em defesa da Operação Lava Jato. Segundo os organizadores, 2 mil pessoas participaram do protesto. Já a PM divulgou balanço de 600 presentes. O ato terminou por volta das 17h30.

O empresário Vanderlei Lima foi um dos que participou do protesto e afirma que compareceu em todos os protestos que foram realizados em Goiânia.  "Sempre venho aos protestos. É importante para mostrar que cada um precisa fazer a sua parte. Queremos políticos honestos e vamos exigir que eles andem no caminho correto, independente do partido. A guerra é contra a corrupção", afirmou ao G1.
Vanderlei Lima, empresário, participa de protesto contra Dilma, em Goiânia (Foto: Sílvio Túlio/G1)O empresário Vanderlei Lima participa de protesto contra Dilma, em Goiânia (Foto: Sílvio Túlio/G1)
O geólogo José Costa e a dona de casa Olga Costa participaram do protesto em defesa do impeachment de Dilma Rousseff em Goiânia. “Esse ato mostra que estamos inconformados com a política e com o governo, que não suportamos mais isso. E o protesto é a melhor forma de fazer isso, pois representa o povo”, afirmou o geólogo ao portal G1.

Contra Temer
Durante a manhã deste domingo, foi realizado um ato contra o presidente em exercício Michel Temer, na capital. Manifestantes caminharam pelas ruas do Centro por cerca de duas horas. O ato foi coordenado pela Frente Povo Sem Medo, que é composta por movimentos sociais, sindicatos e partidos políticos. Segundo a organização, o protesto reuniu 500 pessoas. A Polícia Militar não informou a quantidade de manifestantes.
O grupo se concentrou em frente ao Instituto Federal de Goiás, no Setor Central, onde montaram bandeiras e confeccionaram cartazes. Por volta das 10h30, eles saíram em caminhada em direção à Praça do Trabalhador, onde chegaram por volta das 11h30. Eles protestaram no local e encerraram o ato por volta do meio-dia.
Motorista discute com manifestantes em Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)Motorista discute com manifestantes em Goiânia (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)
Durante a caminhada, alguns manifestantes discutiram com um motorista que tentou passar pela avenida que o grupo caminhava. O condutor entrou no carro e deu marcha a ré. Assim, a passeata seguiu com o percurso previsto.
Alguns integrantes do ato caminharam acorrentados. Eles queriam mostrar que a sociedade está acorrentada pelo sistema capitalista.
Manifestantes caminham acorrentados em ato contra Michel Temer, em Goiânia, Goiás (Foto: Vitor Santana/ G1)Manifestantes caminham acorrentados em ato contra Michel Temer, em Goiânia (Foto: Vitor Santana/ G1)
Os manifestantes ainda confeccionaram um boneco e o crucificaram. Segundo a organização, ele representa o trabalhador brasileiro. "Queremos defender o direito dos trabalhadores que estão ameaçados. Só tem corrupção nesse governo", disse a consultora Maiara Souza, de 18 anos, que participa do protesto.
Um dos representantes do movimento, Rodrigo Cunha acredita que o povo tem que escolher o governante do país, por isso, pede a saída de Temer. Ele também defende os direitos trabalhistas. “Estamos representando o povo escravizado que está tendo os direitos retirados”.

Interior
Um grupo se reuniu em frente à prefeitura de Rio Verde por cerca de duas horas na manhã deste domingo. Eles gritavam palavras de ordem contra a corrupção. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 50 pessoas participaram do ato. Nem os organizadores, nem a Polícia Militar divulgaram uma estimativa de público do protesto.
Em Jataí, o ato que estava previsto para acontecer nesta manhã foi cancelado. Os organizadores não informaram o motivo do cancelamento.
  •  
Mulheres protestam contra Michel Temer e defendem os direitos dos trabalhadores, em Goiânia, Goiás (Foto: Vitor Santana/ G1)Mulheres protestam contra Michel Temer e defendem os direitos dos trabalhadores (Foto: Vitor Santana/ G1)










Fonte:G1 

Total de visualizações de página

Arquivo do blog